Domingo, Junho 23Portal Comunica News

Império Maia: Descoberta de Antiga Cidade na Selva Mexicana

Segundo os antropólogos, Ocomtún revela-se como uma cidade de grande importância, com imponentes edifícios em forma de pirâmide, colunas de pedra, um campo de futebol e praças.

Uma cidade maia antiga, previamente desconhecida, foi descoberta nas densas selvas do sul do México, revelou o Instituto de Antropologia do país nesta terça-feira. Segundo o instituto INAH, essa cidade provavelmente desempenhou um papel crucial como centro de grande importância há mais de mil anos.

A cidade apresenta imponentes estruturas, incluindo pirâmides de grande porte, colunas de pedra, três praças com edifícios majestosos e outras estruturas dispostas em círculos quase concêntricos, afirmou o INAH. Batizada de Ocomtún, que significa “coluna de pedra” na língua Yucatec Maya, a cidade teria sido um centro relevante na região da península central entre 250 e 1000 d.C.

Uma imagem aérea de Ocomtún, uma cidade maia até então desconhecida cujas estruturas imponentes denotavam sua importância no império maia.

Localizada na Reserva Ecológica de Balamku, na península de Yucatán, a cidade foi descoberta durante uma exploração em uma área remota da selva, com uma extensão maior que Luxemburgo. A busca, realizada entre março e junho, utilizou a tecnologia de mapeamento aéreo a laser (LiDAR).

A civilização maia, conhecida por seus avançados calendários matemáticos, se estendia pelo sudeste do México e partes da América Central. Séculos antes da chegada dos conquistadores espanhóis, a civilização maia entrou em declínio devido a um colapso político generalizado, sendo que a última fortaleza caiu no final do século XVII.

De acordo com o arqueólogo Ivan Sprajc, o sítio de Ocomtún possui uma área central localizada em terreno elevado, cercada por vastas áreas úmidas, e contém diversas estruturas similares a pirâmides, com até 15 metros de altura. Além disso, a cidade também possui uma quadra de bola, onde os jogos pré-hispânicos eram realizados. Esses jogos consistiam em passar uma bola de borracha representando o sol por uma quadra sem o uso das mãos e fazê-la passar por um pequeno aro de pedra, tendo um importante propósito religioso.

Uma fachada de pedra, à esquerda, e uma coluna de pedra de Ocumtún, descoberta no estado de Campeche, no México

Sprajc mencionou que sua equipe também descobriu altares centrais em uma área próxima ao rio La Riguena, que podem ter sido destinados a rituais comunitários. No entanto, mais pesquisas serão necessárias para compreender as culturas que habitaram o local.

Com base nos materiais encontrados nas estruturas, o pesquisador afirma que o declínio do local ocorreu por volta dos anos 800 a 1000 d.C., resultado de mudanças ideológicas e populacionais que levaram ao colapso das sociedades maias naquela região durante o século X.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *