Domingo, Junho 23Portal Comunica News

Transtorno bipolar: doença vai além da oscilação de humor

Maioria das pessoas costuma associar a doença apenas a mudanças de humor, mas outros sintomas podem aparecer; entenda mais sobre o transtorno mental que afeta mais de 140 milhões no mundo todo

Mais de 140 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de transtorno bipolar, de acordo com dados recentes da OMS (Organização Mundial da Saúde). No entanto, ainda há muita desinformação sobre a doença, que é frequentemente associada exclusivamente aos “altos e baixos” de humor.  No entanto, o transtorno pode englobar outros indícios.

Segundo o Dr. Ariel Lipman, médico psiquiatra e diretor da SIG – Residência Terapêuticao transtorno bipolar é uma psicopatologia grave, que diminui consideravelmente a qualidade de vida do paciente e vai muito além de mudar repentinamente de humor e “virar a chave” da alegria para a tristeza.

“Sintomas como irritabilidade, insônia, impulsividade e hiperatividade também são bastante comuns nos pacientes com esse tipo de transtorno. A euforia é comum nas pessoas que apresentam quadro de bipolaridade e, mais do que isso, elas podem tornar-se mais desinibidas e falar, por exemplo, sobre questões íntimas na frente de pessoas que não conhecem”, explica o médico.

Outro sintoma comum é a depressão, que pode aparecer com episódios de tristeza, perda de interesse em atividades, diminuição do nível de energia, pensamentos ruins, entre outros. “Quem sofre de transtorno bipolar com episódios de depressão pode também perder o apetite, o que acaba afetando tarefas simples do dia a dia do paciente”, acrescenta o Dr. Lipman.

O médico psiquiatra explica ainda que os indícios de bipolaridade também podem aparecer de forma mista, ou seja, o paciente pode ter todos os sintomas ou apenas alguns deles.

Ciclotimia

A mais comum e mais conhecida indicação do transtorno de bipolaridade é a ciclotimia. “A ciclotimia nada mais é do que um transtorno de humor crônico, em que o paciente altera entre euforia e tristeza. Dentro disso, as pessoas podem também apresentar momentos de estabilidade”, explica ele.

Também é importante ressaltar que, apesar de ser o traço mais conhecido do transtorno bipolar, a ciclotimia é considerada menos grave do que, por exemplo, episódios de depressão. “As alterações de humor acontecem em ciclos e podem se manifestar mais de uma vez no mesmo dia”, finaliza.

Sobre a Sig – Fundada em 2011, no Rio de Janeiro, a Sig Residência Terapêutica, surgiu com o propósito de trazer um novo olhar em transtornos de saúde mental, com um tratamento humanizado, inclusivo e visando a ressocialização do paciente. Conta com 3 unidades, sendo duas na cidade do Rio de Janeiro e uma em São Paulo. Atualmente é gerida pelos sócios Dr. Ariel Lipman, Dra. Flávia Schueler, Dra. Anna Simões, Elmar Martins e Roberto Szterenzejer.

Fonte: Make Buzz Comunicação

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *