Quinta-feira, Junho 13Portal Comunica News

Secretário Campos defende legalidade na formatura 657 novos sargentos PM

Turma do Curso Superior Tecnólogo de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública teve 558 homens e 99 mulheres. Os sargentos são o elo entre os comandantes e a tropa

O secretário da Segurança Pública, general João Camilo Pires de Campos defendeu a legalidade, nesta segunda-feira (12), na formatura de 657 sargentos no Curso Superior Tecnólogo de Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública.

“São quase 700 sargentos prontos para o combate, trabalho e dedicação, agindo dentro da legalidade e legitimidade da polícia comunitária. Os senhores representam não só aquele sargento que empurra o subordinado quando precisa, mas que põe a mão no ombro e diz “calma”, no momento crítico, para que juntos consigam proteger pessoas e preservar patrimônios. E além disso, proteger sonhos e esperança das crianças e jovens que estão conosco, e que terão um estado cada vez mais seguro”, afirmou o general Campos.

Ao todo foram formados sargentos 558 homens e 99 mulheres. A solenidade aconteceu na Escola Superior de Sargentos (ESSgt), na zona leste da capital, na presença do governador eleito, Tarcísio de Freitas, e do futuro secretário de Segurança Pública, deputado Guilherme Derrite.

Durante o evento, a primeira colocada do curso de 3º Sargento PM, Lais Lariane Melli Leite, recebeu a medalha “Pedro Dias de Campos”, em reconhecimento ao seu desempenho intelectual. A honraria reconhece o esforço pessoal do policial militar destacado e homenageia a memória do Comandante Geral da Força Bandeirante, em 1924. O segundo e o terceiro lugares ficaram com a 3º Sgt PM Deborah Silva Alves e o 3º Sgt PM Bruce de Abreu Queiroz, respectivamente.
 
O curso era destinado a cabos e soldados de 1º classe que desejavam ascender para a patente de sargento. Teve duração de nove meses, de março a dezembro de 2022. Foi ministrado pela Escola Superior de Sargentos, com segmento de ensino à distância e fase presencial.
 
“O sargento é e sempre será o elo mais importante entre a tropa e os comandantes, sendo sempre nosso braço direito na supervisão das ocorrências, nas análises técnicas, no serviço administrativo e sobretudo cumprindo o seu papel de exemplo e liderança” disse o Comandante-Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Coronel Ronaldo Miguel Vieira sobre a importância do sargento.

A turma de sargentos escolheu como patrono o subtenente Everton da Silva Dias, morto 7 de maio de 2019, em São Vicente, quando apoiava uma operação de reintegração de posse nos diques do Piçarro e Caixeta, e foi atacado covardemente. A família do subtenente Everton foi homenageada no evento.

O paraninfo eleito pela turma foi o coronel Temístocles Telmo Ferreira Araújo, atual diretor de pessoal da PM. O coronel Telmo comandou a Escola Superior de Sargentos, é professor de Direito Processual Penal e coordenador acadêmico da Pós-Gradução em Direito Militar da PM.

A Escola Superior de Sargentos, órgão de ensino subordinado à Diretoria de Educação e Cultura, é tradição na formação e aperfeiçoamento dos sargentos da Polícia Militar do Estado de São Paulo.  Atualmente, a ESSgt tem 115 policiais.

 
(Crédito: Amanda Ramos)
 
Por: Amanda Ramos
Fonte: SSP-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *