Quinta-feira, Junho 13Portal Comunica News

Volta às aulas: dicas para adaptação escolar

O primeiro dia de aula na escola não é fácil. Afinal, quando é uma nova escola existe uma mudança de rotina, com diferentes atividades, espaço e horários. É um período de novidades para alunos, familiares e professores.

Lidar com as dificuldades dos novatos é um desafio para escolas e famílias, pois no início do ano letivo é comum os pequenos se sentirem ansiosos por diferentes motivos. Os mais comuns são o medo de não ser aceito pelos colegas, receio de não saber lidar com os novos professores, temor de não aprender as disciplinas e o nervosismo com as avaliações. Estes sentimentos são normais, porém não podem trazer prejuízos. Caso a situação fique incontrolável, é preciso investigação e um cuidado especial.

Muitas vezes as crianças não conseguem expressar seus sentimentos. Choros e manhas são as reações mais comuns nesse período. Para diminuir o sofrimento, os pais devem, desde antes do primeiro dia, ser positivos e passar segurança em relação à escola. Será nesta primeira semana que se restabelecerá a disciplina e ordem necessárias para que os alunos comecem a se ajustar aos horários e às atividades dentro e fora da escola.

Para amenizar o momento da despedida é imprescindível que a criança se sinta segura. A fala dos pais deve ser tranquila e firme como, por exemplo, “Você vai gostar de ficar e eu estarei aqui te esperando.” O ideal é o estudante já ter visitado e conhecido as dependências da escola, se possível conhecer a professora e saber que seu responsável irá buscá-lo. O período de adaptação na educação infantil, deve ser feito com tempo gradual e com permanência dos pais na escola nos primeiros dias.

Desentendimentos com coleguinhas nesse primeiro momento são comuns, principalmente na disputa por brinquedos. Neste caso, a professora deve estar atenta para mediar para que não haja agressões. Normalmente o brinquedo é retirado por um tempo até que os ânimos se acalmem. Os pais devem entender que nas divergências e trocas de experiência se aprende a lidar com emoções e a se relacionar com o outro. Isso faz parte do processo de socialização e de educação.

Sempre recomendo que os pais conversem com os filhos falando bem da escola, contando suas experiências, estimulando a aprendizagem e novidades que estarão por vir.

A escola deve, antes de mais nada, acolher os alunos e sua família de modo a deixá-los confortáveis e seguros. É muito importante levar em consideração as necessidades de cada criança e firmar uma boa parceria com alunos e família.

Psicopedagoga Ester Chapiro

(*) Com mais de 30 anos de sólida vivência na área educacional, Ester Chapiro é psicopedagoga, Especialista em desenvolvimento humano, educadora, Consultora Pedagógica e Palestrante. É diretora da Central de Professores (https://www.centraldeprofessores.com.br/), especializada em aulas particulares, reforço escolar, acompanhamento para concursos e coaching para adolescentes e adultos.

Fonte: Agência Drumond – Assessoria de Comunicação

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *