Quinta-feira, Junho 13Portal Comunica News

Polícia Civil prende 8 integrantes da “Gangue da Pedrada” no centro de SP

Ação do 1º Distrito Policial faz parte da investigação para identificar criminosos que atuam na região central de São Paulo

 

A Polícia Civil, por meio do 1º Distrito Policial, identificou e prendeu oito suspeitos de integrarem a “Gangue da Pedrada”, também conhecida por “Gangue da Bicicleta/Gangue dos Quebra-Vidros”, grupo envolvido em roubos e furtos de celulares que atua na região central de São Paulo.
 
A ação dos policiais permitiu, durante as investigações, colher informações da atuação dos envolvidos nos crimes registrados na área do 1º DP. Em decorrência do inquérito que apura a prática dos crimes, a Justiça autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão em dois prédios do centro da capital paulista na quarta-feira (13).
 
O grupo rouba celulares de dentro de veículos em movimento. Após o crime, o celular roubado é entregue a outros integrantes do bando, que são responsáveis por acessar os aplicativos bancários para fazer uma devassa nas contas das vítimas. Posteriormente, os celulares são vendidos para terceiros, conforme indicaram as investigações.
 
Nas buscas realizadas ontem, os policiais recolheram 11 celulares, sendo dois deles com registro de roubo, computadores e máquinas de cartão. Em outro apartamento, os investigadores recolheram várias porções de drogas, como maconha e cocaína, prontas para serem vendidas, munições e uma granada.
 
Os bandidos identificados e presos vão responder por associação criminosa, receptação e invasão de dispositivo informático. Ainda conforme a polícia, dos oito presos, sete já possuíam passagens criminais e um estava em saída temporária.
 
No começo de agosto, outros oito criminosos ligados ao bando foram presos pelos policiais do 1º DP. Na época, o grupo foi flagrado entrando em um prédio que era utilizado como “escritório do crime”. Com eles havia vários itens roubados, como telefones celulares, e outros usados nos crimes, como máquinas de cartão, bicicletas e um artefato para quebrar vidros de automóveis.
 
 
Por: Guilherme Lopes
Fonte: SSP-SP
 
 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *