Quinta-feira, Junho 13Portal Comunica News

Operação Verão reforça segurança no litoral de SP com mais de 5,5 mil policiais

Operação tem a participação das polícias Militar, Civil e do Corpo de Bombeiros
A secretaria da Segurança Pública lança, nesta segunda-feira (18), a Operação Verão 2023/2024, que abrange 16 municípios do litoral sul e norte. Ao todo, 3.108 mil policiais militares reforçarão as atividades de policiamento e proteção à população.
 
Também foram abertas outras 12.087 mil vagas de diárias especiais por jornada extraordinária de trabalho para as polícias Civil e Militar (Dejec e Dejem). Objetivo é levar mais segurança a visitantes e moradores das cidades litorâneas durante o período da alta temporada.
 
“É uma das maiores operações policiais do mundo. Isso significa menos crimes, mais prevenção e uma maior sensação de segurança. Todos os policiais são altamente especializados e estão preparados para cumprir sua missão na Baixada Santista. Essa é a Polícia Militar que está à disposição de vocês. Aqui fica meu agradecimento a todos vocês, pois cabe lembrar que todos os indicadores criminais caíram nesse ano.”, disse o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Cássio Araújo de Freitas.
 
A ação será realizada em duas etapas, sendo a primeira entre 18 de dezembro de 2023 a 5 de fevereiro de 2024. A 2ª fase ocorrerá entre 6 e 23 de fevereiro de 2024. Mas o reforço continuará mesmo após o fim da operação, segundo o secretário de Segurança Pública, Guilherme Derrite.
 
“Quando assumimos a gestão, o centro e o litoral sempre foram nossas prioridades. Esse reforço contínuo no litoral vai continuar fazendo parte do trabalho. Ao final da Operação Verão, que é uma demanda da sociedade, nós vamos manter o reforço no policiamento por aqui”, disse.
 
No efetivo empregado pela PM estarão 814 soldados de 2ª classe que fazem parte da turma que se formou na quinta-feira (14). Destes, 651 ficarão no litoral sul e 163 no litoral norte. As equipes contarão com 377 viaturas de reforço, além de três aeronaves, embarcações e drones.
 
O delegado-geral da Polícia Civil, Dr. Artur Dian, também reforçou o apoio dos policiais civis durante a Operação Verão. “Vamos apoiar nossos policiais que patrulham nossa orla, nosso litoral, para que possamos fazer apreensões rápidas, seguir com as investigações e tirar os criminosos das ruas. Esse litoral pertence à nossa população, e eles merecem usar isso com tranquilidade e segurança. Tenho certeza de que é isso que vai acontecer”.
 
Corpo de Bombeiros
 
O Corpo de Bombeiros também participa da operação, que visa intensificar a prevenção de afogamentos a partir de atividades de busca e salvamento, resgate de embarcações em situações de risco, entre outras. São cobertas nas atividades as represas Billings (São Bernardo do Campo) e Guarapiranga (Capital).
 
O efetivo conta com 821 bombeiros; 137 viaturas entre URSA, UR, Auto-Tanque (AT), Auto-Bomba Salvamento (ABS) e outras; 794 guarda-vidas por tempo determinado (GVTD) e temporário.
 
Polícia Civil e Técnico-Científica
 
As delegacias contarão com o efetivo total, já que serão suspensas férias e licenças dos policiais civis durante a Operação Verão. No litoral norte o efetivo será de 308 policiais civis já contando o reforço de 135 que virão das demais Delegacias Seccionais do Deinter-1. No caso do litoral sul são 1.206 policiais empenhados.
 
Os plantões do Instituto de Criminalística (IC) e do Instituto Médico Legal (IML) organizarão suas escalas com o efetivo que já atua na região. Em relação às férias, se houver necessidade serão suspensas.
 
Os policiais atuarão junto ao efetivo nas delegacias, no trabalho de investigação e no atendimento à população. Eles serão contratados por meio da Diária Especial por Jornada Extraordinária de Trabalho Policial (Dejec).
 

Inauguração da Companhia da Força Tática do 21º BPM/I

Durante o evento ocorreu a inauguração da Companhia da Força Tática do 21º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM/I), no Guarujá.

“Todas os batalhões da Baixada Santista foram enxugados para criar o BAEP. Agora estamos fazendo o movimento contrário, mantendo o BAEP e criando companhias de Força Tática onde não existia”, disse Guilherme Derrite.

O batalhão contará com 97 policiais e 29 viaturas, atendendo aos municípios de Cubatão, Guarujá e Bertioga. Anteriormente, o 21º BPM/I era dividido com 1 pelotão em cada município, que agora se torna uma companhia. Houve apenas remanejamento interno no batalhão.

Assinatura da criação da 4ª Companhia Náutica do 2º BAEP
Também foi assinado a criação da 4ª Companhia Náutica do 2º Batalhão de Ações Especiais da Polícia (BAEP) de Santos, com o objetivo de reforçar o policiamento náutico na região. Ocorrerá o remanejamento dos policiais, que terá 44 agentes na Companhia.

Fonte: SSP-SP

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *