Terça-feira, Junho 25Portal Comunica News

NÃO TENHA PRESSA

Um ditado popular diz “a pressa é inimiga da perfeição”, verdade, mas vou além, ela é inimiga de tudo o que se faz na vida, lembrando que a perfeição é um conceito difícil de determinar. A pessoa apressada atropela processos, vive pegando atalhos, toma poucos cuidados, tudo por conta de alcançar o que deseja o mais rápido possível.

A vida não é uma corrida, o vencedor não é quem chega primeiro ou mais rápido, mas aquele que chega íntegro ao destino desejado e sem arestas não aparadas anteriormente, ou seja, pronto para o próximo passo. A pressa interfere muito no bom trabalho, leva a resultados abaixo do que é esperado, deixa sempre uma pontinha não aparada no meio dos processos executados.

A ansiedade é fruto da pressa, a pessoa passa a se preocupar mais com o futuro do que com o agora, e é agora que estamos todos vivendo, agora que devemos tomar as decisões corretas que no futuro vão gerar resultados, agora é que podemos fazer alguma coisa, porque ontem já fizemos, ou não, e não volta mais, e o amanhã ainda nem chegou, portanto, não sabemos dele. A pressa faz do nosso agora uma correria tola e sem sentido, afeta o desempenho profissional e a vida pessoal.

O apressado quer logo aparecer, não trilha o caminho correto, nem se preocupa com ele, mira somente o ponto de chegada e nem toma conhecimento de que entre o lugar onde está e o lugar aonde deseja chegar existem vários outros pontos que devem ser alcançados antes, é como numa viagem muito longa, em que você fará várias paradas para comer, abastecer o veículo e dormir, até chegar ao destino. Não dá para sair e chegar no mesmo momento, ainda não temos o teletransporte, então é necessário pegar a estrada e ter paciência e atenção.

A pessoa impaciente normalmente é desatenta, não se preocupa com os detalhes e não dá muito ouvidos ao que lhes dizem os que estão à sua volta, só quer o prêmio, só quer subir ao podium e receber sua medalha de ouro. Mas antes do podium tem o treino, e é nesse momento que as competições são vencidas, na fase de preparação.

O caminho deve ser bem aproveitado, nele estão o conhecimento, a experiência e as ferramentas que serão úteis para conseguir chegar ao destino, e para depois, na sequência, pois engana-se quem acredita que a linha de chegada é o fim, não é, ela é mais um começo de uma nova jornada, uma vez que a vida não acaba nesse momento. Então a pressa logo no início compromete as outras partes do processo que pode não ter fim, porque chegar ao primeiro ponto pode ser até fácil, mas depois é preciso se manter para alcançar o próximo objetivo, caso contrário entra na zona de conforto.

Em hipótese alguma se acostume com a pressa, ela não faz sentido, a menos que você não queira um crescimento pessoal e profissional consistente, o que será importante. Não sei o que faz uma pessoa ser ansiosa, o pouco que sei é que dentre outros fatores está o imediatismo, talvez quando criança a pessoa, para “não encher o saco” do pai ou da mãe ganhava logo o objeto do desejo, sem que houvesse outro motivo a não ser esse. As pessoas que conheço e são ansiosas me dizem sempre algo parecido com isso para se justificarem. Não sei, não posso fazer diagnóstico, não sou habilitado para isso, mas…

Aprenda a aproveitar os momentos, aprenda a ver as suas ações dando resultados aos poucos, mesmo aqueles considerados pequenos, são resultados obtidos e pronto, serão importantes para se alcançar os resultados grandes esperados, um passo de cada vez, uma conquista de cada vez, comemore cada uma delas e se fortaleça, tenha foco no seu objetivo, mas olhe para o caminho, por vezes ele estará obstruído e precisará de sua atenção, se você nesse momento pegar um desvio para evitar esse problema, saiba que ele continuará lá enquanto não for solucionado e vai crescer, te seguirá, e vai te pegar novamente quando o seu desvio retornar ao caminho principal. O fato de evitar o problema não faz com que ele desapareça, faz com que ele te persiga e te encontre em outro ponto ainda pior e com solução mais complicada do que tinha quando apareceu. Portanto, aprenda a fazer pequenas paradas, quando necessário, para desobstruir o seu caminho, pode acontecer de você precisar voltar um pouco e daí pode se dar mal duas vezes.

As urgências, que podem causar alguma pressa, só se tornam urgentes porque foram ações negligenciadas quando deveriam ser realizadas, então usá-las como desculpa pela pressa piora ainda mais a situação, demonstra que você é uma pessoa desleixada com as suas obrigações. Para a pressa não há desculpa e nem justificativas plausíveis. Para não se atrasar saia quinze minutos antes, para entregar um trabalho no prazo não perca tempo fazendo outras coisas, e assim faça em qualquer situação na sua vida, evite que uma coisa se acumule com a outra e que isso se torne um fardo tão grande que não possa ser carregado, te prendendo a ele.

É claro que por vezes nos atrasamos, por conta do trânsito, por algum problema paralelo pelo qual não temos a menor gerência, e por isso precisamos acelerar um pouco nosso ritmo, nesses casos, há um perdão, mas só se forem muito isolados e não frequentes, em caso de muita frequência vira desculpa esfarrapada e essas não podem e nem devem ser aceitas.

Tudo que se faz com pressa tende a dar errado, seja uma tarefa pequena e simples ou uma grande e complexa, não tem como dar certo se forem feitas a toque de caixa, sem revisão, sem tomar alguns cuidados importantes, sem se debruçar sobre elas com calma e diligência. Você, que está lendo esse texto, fique atento a suas atitudes, no trabalho, na sua vida privada, no relacionamento com amigos, a sua pressa atinge todas essas relações e só faz te afastar das pessoas e dos seus objetivos de vida. Mas, por isso, não seja aquela pessoa despreocupada, que chega atrasada nos compromissos, que deixa os clientes esperando, tenha equilíbrio, faça tudo no seu devido tempo, dedique ao trabalho o tempo dele, à diversão o tempo livre, ao estudo o devido tempo e, muito importante, respeite o tempo das pessoas, marcou hora, cumpra, se não puder cumprir avise, se não puder avisar se desculpe com uma ótima justificativa. E assim seja feliz!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *