Quinta-feira, Junho 13Portal Comunica News

André Ventura afirma que protesto do Chega durante discurso de Lula da Silva no Parlamento foi “educado”

Durante o discurso de Lula da Silva no Parlamento, membros do Chega exibiram bandeiras da Ucrânia e cartazes com dizeres como “Chega de corrupção” e “Lugar de ladrão é na prisão”.

O líder do partido português Chega, André Ventura, esclareceu em entrevista à CMTV o protesto feito por membros do seu partido durante o discurso do presidente brasileiro Lula da Silva no Parlamento. Ventura explicou que o protesto foi pacífico e que os membros do partido mostraram bandeiras da Ucrânia e cartazes com frases como “Chega de corrupção” e “Lugar de ladrão é na prisão” durante o discurso de Lula da Silva. Ele questionou por que uma figura “divisiva” como Lula da Silva foi convidada para participar da celebração do 25 de abril, uma data importante na história de Portugal.

Ventura afirmou que o partido não tentou impedir o discurso de Lula da Silva e só bateu na bancada quando havia aplausos, como forma de protesto. Ele acrescentou que durante o protesto, membros do partido foram insultados e ameaçados pelos seguranças do presidente brasileiro. O presidente Lula da Silva desvalorizou o protesto e chamou-o de “cena ridícula”.

O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, pediu o fim dos insultos e da degradação das instituições depois dos protestos do Chega. Ventura, por sua vez, respondeu que Santos Silva se comportou como o líder do Partido Socialista.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *